Terça-feira, 1 de Janeiro de 2008

Votos para 2008

Não se pode dizer que 2007 tivesse terminado bem. Benazir Bhuto foi assassinada; no Quénia instala-se a violência devido aos resultados eleitorais; continuam os tempos de incerteza e dúvida e a incapacidade política para responder aos anseios da população.
Para 2008, desejava que estes acontecimentos fossem os últimos de um tempo e que se traduzissem numa recusa do mundo em aceitar mais estados democráticos fantoches.
Sempre acreditei que o poder, fosse ele qual fosse, só se aguentava porque tinha sempre uma base social de apoio e que sempre que os povos consideravam que este já não era legitimo promovia a sua queda.
Assim espero que em 2008, se compreenda que só em verdadeira democracia se pode garantir o futuro do planeta e que todos atinjam o seu verdadeiro significado.
Feliz 2008.
publicado por vitruviano às 22:47
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Mensagem de Esperança

. Os pobres serão um bom ne...

. Gritos mudos

. Saramago é Deus!

. Economia

. ...

. Desigualdades Sociais em ...

. Pelo sonho vamos

. Escolas

. Páscoa

.arquivos

. Maio 2010

. Fevereiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds